Quem você seria se não existisse o medo?

Tempo de leitura: 1 minuto

O medo é uma sensação ligada a um estado em que o organismo se coloca em alerta a uma possível ameaça.

Sentir medo é absolutamente normal, o problema é quando este sentimento se torna incontrolável. Quem nunca sentiu o coração acelerado, a respiração difícil, as mãos suando ou tremendo, a boca seca e uma vontade de se esconder?

Para um atleta, o medo é ainda mais constante e vem de diversos lados:

O medo da mudança: A vida é rodeada de mudanças, muitas vezes as pessoas querem tomar a decisão que considera perfeita e não estão preparadas para seguir outro caminho.

O medo de expressar o que sente: Não expressar sentimentos é comum, para muitos é melhor mantê-lo contido e focar no treino. O que ninguém percebe é que esta atitude funciona como uma bomba, em um momento de atividade mais intensa o atleta pode explodir.

O medo da rejeição: Para os esportistas este medo é perturbador, pois a necessidade de agradar a todos influi diretamente no se desempenho.

O medo do fracasso: Fracassar não está na lista de desejo de nenhum atleta. O medo de falhar pode ser o mais perigoso, porque impede até mesmo de começar.

O medo do sucesso: Por mais incrível que pareça, o sucesso causa medo. Atletas mais introvertidos sofrem com o fato de estarem em evidência e enfrentarem entrevistas coletivas, comerciais ou programas de televisão e até mesmo atender algum fã.

Ter o controle do medo é a chave para uma carreira bem sucedida. O que se deve observar é até que ponto este medo é racional ou irracional, sentir medo por algo que talvez possa surgir é sofrer sem motivo aparente. Analise cada ponto que te impede de ser um atleta extraordinário e enfrente, sem medo.

Mantenha o foco na superação, permita-se errar e se errar permita-se tentar novamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *