Nasce um mundo novo!

Tempo de leitura: 2 minutos

Diante da tragédia que ocorreu com os Jogadores da Chapecoense, equipes técnicas e de TV, acompanhei tudo que foi falado, mostrado e sentido. Hoje escrevo com outra perspectiva.

Só se pensa na vida quando nos aproximamos da morte. Já parou para pensar o quanto somos pequenos, individualistas, arrogantes, intolerantes, preconceituosos com tudo que nos rodeia?

O que nós somos afinal, quando torcidas organizadas se agridem, se matam, quando atletas não se respeitam, quando membros do esporte passam por cima de tudo por dinheiro, quando traímos tudo que aprendemos somente para ter fama e status?

Parou para pensar também o quanto somos grandes quando no momento de dor oferecemos o melhor que temos: um abraço, conforto psicológico, mensagens e demonstrações de solidariedade.

Não só porque era um time de futebol, não só porque foi em outro país ou culpa de alguém, eram vidas, muitas vidas.

Poderia ser qualquer um de nós ou qualquer pessoa que amamos, em qualquer lugar, em qualquer dia, em qualquer situação, de alegria ou não.

Por que temos que vivenciar momentos tão tristes para valorizar o que temos agora?

E se fosse você, teria partido com a certeza que realmente teve uma vida?

A Teoria do Caos fala basicamente sobre um padrão de organização dentro de um fenômeno desorganizado.

Acredito que a partir de agora algumas pessoas terão uma nova visão sobre o mundo e o que é fazer parte dele.

Considere então um ponto de partida para que possamos ser mais humanos e menos indiferentes, mas não tenha este pensamento somente no momento em que a emoção está em evidência, mude sua forma de agir.

Procure ser melhor todos os dias, se isso parecer difícil, faça o contrário, comece a eliminar toda atitude e pensamento que te aproxima da mediocridade. Não contribua para uma geração onde ter é mais importante que ser.

Mesmo que todos te considerem louco, sonhador, mesmo que só você não se conforme com esta forma superficial de viver, mesmo que todos digam não, seja o bem, faça o bem, acima de tudo, viva intensamente e deixe este legado.

Se você pensa que é inútil começar sozinho em um mundo onde está tudo errado, que seja então este o começo, crie um mundo onde você quer estar.

Eu não admito esta forma de vida e farei qualquer coisa para contribuir para a transformação da vida de qualquer pessoa, simplesmente porque eu quero ser a diferença, independente da opinião das pessoas negativas.

Se você se sentiu impactado por este texto, saiba que não está sozinho.

Eu sou Magda Dias e escrevo diretamente de um mundo novo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *